Samba um dia, samba sempre

Samba um dia, samba sempre

Daniela Mercury


 

DANIELA MERCURY A PARIS DIMANCHE 14 JUIN 2009

 

Vous pouvez voir des photos et tout bientôt des vidéos dans les catégories correspondantes. Et lire aussi "Mes événements : Festival Rythmo Latino (suite)"

 

 

Daniela Mercuri de Almeida Póvoas est une chanteuse brésilienne née le 28 juillet 1965 à Salvador d'un père portugais et d'une mère italienne.

 

Site officiel

 

 

Issue d'une famille de la classe moyenne de Salvador, Daniela étudie au Colegio Baiano et obtient un diplôme de danse à la Faculté de Danse de l'Université Fédérale de Bahia (UFBa).

 

 

À 16 ans, elle commence à chanter dans les bars un répertoire principalement inspiré par la Musique Populaire Brésilienne MPB et en 1988, elle intègre le groupe de Gilberto Gil comme choriste.

 

Elle fait partie des fondateurs du groupe Companhia Clic qui lui fera définitivement préférer le chant à la danse.

 

Elle se marie à 19 ans avec Zalther Porthela Laborda Povoas et tombe enceinte quelques mois après. son fils Gabriel nait le 7 décembre 1985. Sa fille Giovana nait en 1986.

 

En 1991, elle se lance dans une carrière solo et enregistre son premier disque. L'année suivante, son second album fait d'elle la reine de la musique axé, grâce au succès de la chanson Swing da Cor (Luciano Gomes). Ses concerts attirent les foules et elle participe tous les ans au carnaval de Salvador sur un trio elétrico, au milieu du public.

 

Elle enregistre par la suite d'autres albums avec des musiques toujours dansantes et certaines inédites de compositeurs cachés de l'axé-music, comme Herbert Vianna. Parmi ses principaux succès : O Canto da Cidade (avec Tote Gira), À Primeira Vista (Chico César), Todo Canto Alegre et Rapunzel (toutes deux de Carlinhos Brown).

 

 

 

 

Discographie

Au sein du groupe Companhia Clic

1988 : Companhia Clic

1989 : Companhia Clic 2

 

Carrière solo

1991 : Daniela Mercury

1992 : O Canto da Cidade

1994 : Musica de Rua

1996 : Feijão com Arroz

1999 : Elétrica - Ao vivo

2000 : Sol da Liberdade

2001 : Sou de qualquer lugar

2003 : Elétrodomestico

2003 : MTV Ao Vivo - Eletrodoméstico

2004 : Carnaval Elétronico

2005 : Clássica

2005 : Balé Mulato

2006 : Balé Mulato - Ao vivo

2008 : Daniela MERCURY

2008 : DVD O canto da Cidade 15 ans

 

 

 

 

Voici quelques paroles de chansons :

 

 

  • VIDE GAL

 

Rio, rio, rio
Rio pra não chorar
Pra quem não sabe sou rio
A cantar

Som do Flamengo
Soa ali em Botafogo
Sou da casquinha do ovo
Essas flores
Na Rocinha vou plantar
Quem olhar minha barraca
No morro da Santa Marta
Quer morar

Rio, rio, rio
Rio pra não chorar
Pra quem não sabe sou Rio
A cantar

Se tenho fome
Como logo o Pão de Açúcar
Urro no morro da Urca
Se quero abraço
Tenho o Cristo pra abraçar
Tamborim pra ti tarol
Escalados pelo sol
Rio e morro de amar

Vide Gal

 

 

  • AQUARELA DO BRASIL

 

Brasil! meu Brasil Brasileiro
Meu mulato inzoneiro
Vou cantar-te nos meus versos
O Brasil, samba que dá
Bamboleio, que faz gingar
O Brasil do meu amor
Terra de Nosso Senhor
Brasil, Brasil, pra mim, pra mim...

Ah! abre a cortina do passado
Tira a mãe preta do cerrado
Bota o rei congo no congado
Brasil, pra mim!
Deixa cantar de novo o trovador
A merencória luz da lua
Toda cação do meu amor...
Quero ver a Sá Dona caminhando
Pelos salões arrastando
O seu vestido rendado
Brasil!... Pra mim... Pra mim!
Brasil, terra boa e gostosa
Da morena sestrosa
De olhar indiferente
O Brasil, verde que dá
Para o mundo admirar
O Brasil do meu amor
Terra de Nosso Senhor
Brasil, pra mim, Brasil...
Ô, esse coqueiro que dá coco
Onde eu amarro a minha rede
Nas noites claras de luar, Brasil... Pra mim!
Ah! ouve estas fontes murmurantes
Aonde eu mato a minha sede
É onde a lua vem brilhar
Ah!, esse Brasil lindo e trigueiro
É o meu Brasil Brasileiro
Terra de samba e pandeiro,
Brasil!... Pra mim, pra mim, Brasil!

 

 

  • RAPUNZEL

 Jogue as suas tranças de mel
Rapunzel, Rapunzel
Lá no corredor do Borel
Rapunzel, Rapunzel
Lá no barracão tem sossego
Passo cedo, passo cedo

E dou um grito grão de bololô
E verso nós imenso amor

O amor de Julieta e Romeu
Igualzinho o meu e seu

No calendário é flor e anda
Nu na varanda

E sondo o brocotó do ti-ioiô
E verso nós imenso amor

Vamos embora na ladeira
Vamos embora na lagoa

 

  • LEVADA BRASILEIRA

Capoeira!
Dim Dim Dim, Dim Dim Dom!
Capoeira!
Dim Dim Dim, Dim Dim Dim!
Capoeira!
Dim Dim Dim, Dim Dim Dom!
Capoeira!
Dim Dim Dim, Dim Dim!
Hê Hê Hê Hê Hê Hê Hê!...

Hê Hê Hê Hê Hê Hê Hê! Rá!
Hê Hê Hê Hê Hê Hê Hô! Rum!
Hê Hê Hê Hê Hê Hê Hê! Rá!
Hê Hê Hê Hê Hê Hê Hô! Rum!...

Como vai? Tudo bem?
Saudade!
Vamos lá, prá zuar
Luminosidade...

Eu vou bem, tô relax
No stress
Quero ver
Alegria estampada no rosto...

Brasil de quê?
Da morena que samba
Do futebol e a torcida comanda
Terra do Carnaval e do trabalhador
É de Caê, é de calor...

Hê Hê Hê Hê Hê Hê Hê! Rá!
Hê Hê Hê Hê Hê Hê Hô! Rum!
Hê Hê Hê Hê Hê Hê Hê! Rá!
Hê Hê Hê Hê Hê Hê Hô!...

Capoeira!
Dim Dim Dim, Dim Dim Dom!
Capoeira!
Dim Dim Dim, Dim Dim Dim!
Capoeira!
Dim Dim Dim, Dim Dim Dom!
Capoeira!
Dim Dim Dim, Dim Dim...
Hê Hê Hê Hê Hê Hê Hê!

É do samba, é do Reggae, Axé
Tá no sangue
É do rei Pelé
É Velô, é Saudade, é Senna
Sou Brasil, quem não é:
Que pena!...

É do funk, é do Reggae, Axé
Tá no sangue
É do rei Pelé
É Velô, é Saudade, é Senna
Sou Brasil, quem não é:
Que pena!...

Hê Hê Hê Hê Hê Hê Hê! Rá!
Hê Hê Hê Hê Hê Hê Hô! Rum!
Hê Hê Hê Hê Hê Hê Hê!
Hê Hê Hê Hê Hê Hê Hô!...

Capoeira!
Dim Dim Dim, Dim Dim Dom!
Capoeira!
Dim Dim Dim, Dim Dim Dim!
Capoeira!
Dim Dim Dim, Dim Dim Dom!
Capoeira!
Dim Dim Dim, Dim Dim
Hê Hê Hê Hê Hê Hê Hê!
Hê Hê Hê Hê Hê Hê Hê!...

Capoeira!
Dim Dim dim, Dim Dim Dom!
Hê Hê Hê Hê Hê Hê Hô! Rá!
Capoeira!
Dim Dim dim, Dim Dim Dim!...

É Velô, é Saudade, é Senna
Sou Brasil, quem não é:
Que pena!...

Capoeira!
Dim Dim Dim, Dim Dim Dom!
Capoeira!
Dim Dim Dim, Dim Dim Dim!
Hê Hê Hê Hê Hê Hê Hê!
Hê Hê Hê Hê Hê Hê Hê! Rá!
Capoeira!
Dim Dim Dim, Dim Dim Dom!
Hê Hê Hê Hê Hê Hê Hê!
Capoeira!
Dim Dim Dim, Dim Dim
Hê Hê Hê Hê Hê Hê Hê!...RÁ!

 

Ilê Pérola Negra

Daniela Mercury

Composição: Miltão / Rene Veneno / Guiguio

O canto do negro veio lá do alto
É belo como a íris dos olhos de Deus, de Deus
E no repique, no batuque, no choque do aço
Eu quero penetrar no laço afro que é meu, e seu
Vem cantar meu povo, vem cantar você
Bate os pés no chão moçada
E diz que é do ilê a yê

Lá vem a negrada que faz o astral da avenida
Mas que coisa tão linda, quando ela passa me faz chorar (bis)

Tú és o mais belo dos belos, traz paz, riqueza
Tens o brilho tão forte por isso te chamo de pérola negra (bis)

Êêê, pérola negra
Pérola negra ilê a yê, ilê a yê
Minha pérola negra (bis)

Lá vem a negra que faz o astral da avenida...

Com sutileza cantando e encantando a nação
Batendo bem forte cada coração
Fazendo subir a minha adrenalina

Como dizia Buziga
É de mim
Em me pé nagô de ilê
É de mim
Em me pé nagô de ilê a yê

Êêê, pérola negra...

----

Swing da cor

Daniela Mercury

Composição: Luciano Gomes

Não
Não me abandone
Não me desespere
Porque eu não posso
Ficar sem você

Não, não, não
Não me abandone
Não me desespere
Porque eu não posso
Ficar sem você

Eu não posso ficar
Ficar sem você
Eu não posso ficar
Ficar sem te ver

Vem
Pro swing da cor
Relaxar o calor
E quem sabe
Me amarrar

Vem
Que o teu sorriso
É pequeno
No teu beijo
Tem veneno
E está querendo
Me apaixonar

Ticurupaco, kioiô
Eu sou Muzenza, larauê
Ticurupaco, kioiô
Eu sou Muzenza, larauê

Ticurupaco, kioiô
Eu sou Muzenza, larauê
Ticurupaco, kioiô
Eu sou Muzenza, larauê

Aia, ulêlêlê lêlê aia
ulêlêlê lêlê aia
Com Muzenza eu vou
Ah, ah, ah, ah

 ----- 

Nobre Vagabundo

Daniela Mercury

Composição: Márcio Mello

Quanto tempo tenho
Prá matar essa saudade
Meu bem o ciúme
É pura vaidade
Se tu foges o tempo
Logo traz ansiedade
Respirar o amor
Aspirando liberdade
Respirar o amor
Aspirando liberdade...

Quanto tempo tenho
Prá matar essa saudade
Meu bem o ciúme
É pura vaidade
Se tu foges o tempo
Logo traz ansiedade
Respirar o amor
Aspirando liberdade...

Tenho a vida doida
Encabeço o mundo
Sou ariano torto
Vivo de amor profundo
Sou perecível ao tempo
Vivo por um segundo
Perdoa meu amor
Esse Nobre Vagabundo...

Quanto tempo tenho
Prá matar essa saudade
Meu bem o ciúme
É pura vaidade
Se tu foges o tempo
Logo traz ansiedade
Respirar o amor
Aspirando liberdade...

Tenho a vida doida
Encabeço o mundo
Sou ariano torto
Vivo de amor profundo
Sou perecível ao tempo
Vivo por um segundo
Perdoa meu amor
Esse Nobre Vagabundo
Sou perecível ao tempo
Vivo por um segundo
Perdoa meu amor
Esse Nobre Vagabundo
Perdoa meu amor
Este Nobre Vagabundo
Perdoa meu amor
Este Nobre Vagabundo...

Quanto tempo tenho
Prá matar essa saudade
Meu bem o ciúme
É pura vaidade
Se tu foges o tempo
Logo traz ansiedade
Respirar o amor
Aspirando liberdade...

Tenho a vida doida
Encabeço o mundo
Sou ariano torto
Vivo de amor profundo
Sou perecível ao tempo
Vivo por um segundo
Perdoa meu amor
Esse Nobre Vagabundo
Perdoa meu amor
Esse Nobre Vagabundo
Perdoa meu amor
Este Nobre Vagabundo...

 

 

 



04/05/2009
0 Poster un commentaire

A découvrir aussi


Inscrivez-vous au blog

Soyez prévenu par email des prochaines mises à jour

Rejoignez les 42 autres membres